Por que a vinda da Família Real foi tão importante?

Scroll down to content

Escrito por : Antonio Auriemo

Por que a vinda da Família Real foi tão importante?

Era uma madrugada de chuva, 29 de novembro de 1807, a família real portuguesa embarcava para o Brasil. Para entender o porque isso acontece, nós temos que voltar um ano atras. Em 1806 Napoleão Bonaparte, imperador francês declarou o Bloqueio Continental. O Bloqueio Continental era um tratado que proibia toda a Europa de comercializar com a Inglaterra, que era o pior inimigo de Napoleão. Caso algum país resolvesse não aderir ao bloqueio, o exército francês o invadiria. Portugal e Inglaterra eram velhos aliados, e boa parte das exportações portuguesas iam a Inglaterra. Não sabendo o que fazer, o Príncipe Regente D. João, escutou o conselho dos ingleses, decidiu transferir toda a corte portuguesa para o Brasil, sua principal colônia.

A mudança da capital do império português de Lisboa para o Rio de Janeiro, não foi um ato de covardia, e sim de inteligência. A Europa estava caótica, com inúmeros reis sendo destronados, para D. João, o Brasil era o futuro, lá ele poderia erguer o país e fazer dele o mais novo reino das Américas. Ao Brasil, embarcaram 15.000 pessoas, dentre elas havia nobres e artistas, que foram todos escoltados por ingleses. Ao chegar no país, o príncipe regente tinha a importante missão de erguer sua colônia do zero e começou tomando 2 medidas essenciais para o desenvolvimento do Brasil.

A primeira medida tomada por D. João foi assinar o decreto de abertura dos portos. Antes de 1808, toda exportação e importação do Brasil só podia ir e vir de Portugal, o único país que podia comercializar com a colônia era a metrópole. Isso era chamado Pacto Colonial. O Pacto Colonial, prejudicava muito vida dos brasileiros pois, os lusitanos não conseguiam suprir todas necessidades e demanda da colônia, e assim o Brasil não enriquecia. Então, no dia 28 de janeiro de 1808 D. João príncipe regente de Portugal, assinou o decreto de abertura dos portos brasileiros às nações amigas, que na verdade beneficia bastante a Inglaterra, que era o principal aliado de Portugal. Esse foi o primeiro passo para o desenvolvimento econômico do Brasil.

Outra medida importante tomada pelo príncipe regente foi a urbanização da capital do Brasil. O Rio de Janeiro no começo do século XIX, não era a Cidade Maravilhosa que conhecemos hoje. Era um vilarejo de 60.000 pessoas, sendo ⅓ escravos, as ruas eram sujas e mal cheirosas, e a expectativa de vida não passava dos 50 anos. Sendo assim, D. João tinha muito trabalho pela frente, pois já que o Rio de Janeiro agora era a capital do império português, a cidade precisava se vestir como tal. Foram construídos, hospitais, universidades, escolas, uma academia militar, um banco, museu, teatro, jardim botânico, e uma biblioteca. Apesar, de D. João ter trazido metade do tesouro português, o custo das obras foi elevado, causando um aumento de impostos que pesou no bolso dos brasileiros. Contudo, esse processo de urbanização, gigante e intenso, não só melhorava a auto estima do Brasil, mas também a cultura e educação, que são dois fatores muito importantes para uma nação se desenvolver.

É claro que em qualquer tipo de governo há pontos positivos e negativos e um não elimina o outro. Ao meu ver, a vinda da família real portuguesa ao Brasil, foi de modo geral bastante positiva, no longo e no curto prazo. Quando D. João assinou o Decreto de Abertura dos Portos, e urbanizou o Rio de Janeiro, a nação passou ao um nível de civilização mais elevado e a não depender exclusivamente do comércio português.

5 Replies to “Por que a vinda da Família Real foi tão importante?”

  1. Antonio,nota 10, bem focado no quanto foi boa a vinda da Família Real ao Brasil.
    Parabens!,
    Fabio Auriemo

Deixe uma resposta para Valentina Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: